terça-feira, 16 de maio de 2017

Como conter
Essa vontade
De te provar
Te devorar
Naufragar
No seu corpo?
Você é como
Mar no verão
Que me chama
Que reclama
Minha presença
E eu quero
Mesmo
Mergulhar
Transpirar
Você
Cada 
Segundo
A todo instante

Maio, 2016

Meu corpo gordo
Forte, farto
De tão larga
Imensidão
Não cabe
Nesse mundo
Pequeno
Feito sob medida

Meu corpo gordo
Que é o infinito
Quer fogo
Terra e ar
Água
Absorvendo
Minhas paixões
Portanto, vivo
Intenso
Sem regras
Sem padrão


"Uma tigresa de unhas negras e íris cor de mel
Uma mulher, uma beleza que me aconteceu
Esfregando a pele de ouro marrom do seu corpo contra o meu
Me falou que o mal é bom e o bem cruel"

Caetano Veloso

sábado, 6 de maio de 2017

Sou tão covarde por ainda estar nessa cidade Me sinto inútil Mais um ser sobrevivendo Nessa terra que fede mais que as sojas no cais Tudo aqui é permitido, na encolha As pessoas vestem máscaras e saem por aí Achando que não percebo sua verdadeira face Eu tenho nojo daqui Engulo o vômito várias vezes Pra continuar a ter um teto Enquanto eu queria mesmo Era fugir pra qualquer lugar Não sei como alguém consegue Respirar esse ar cheio de hipocrisia Eu não consigo Talvez seja esta minha sina Apodrecer aqui Enquanto definho Esporrar essa cidade de verdade Nua e crua!

Corpo movimento Corpo evento Que transborda Desassossego Corpo que reclama Do peso Da vida Corpo imenso Intenso Corpo sem lugar Sem lar Corp...