sábado, 18 de dezembro de 2010

Elementar


Queria ser água
Correr por entre as pedras
Inundar os campos
E saciar tua sede

Queria ser vento
Carregar o perfume das flores
Ir onde tu estiveres
Despentear seus cabelos

Queria ser terra
Ser fertilizada de amor
E fazer brotar novos frutos

Queria ser fogo
Transformar a saudade em cinza
Incendiar teu corpo de desejo...

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Alas de Mariposa*

Dia 24 de maio, nasceu...
pretinha na luz de Oxúm, Oya e Yemanjá, 
cresceu...
Guerreira!
Cabelo crespo
Pele preta
Coração vermelho
Fez das dores, das alegrias, poesia...
Tornou-se poetiza
Na ancestralidade da cor segue na luta!
Igualdade e liberdade, sua meta...
Conquistar novos mundos, corações...
Cabeça ereta, espinha reta!
Muito Axé!

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Quem sabe...


Vou esperar pela alvorada
Quem sabe pela manhã
Eu não esteja amargurada
Vou esperar o amanhecer
Pra quem sabe num outro dia
Eu consiga te esquecer
Enquanto o dia clarear
Quem sabe a luz do sol
Possa meu coração acalentar
Vou esperar o sol chegar
Iluminar meu ser com seus raios
Fazendo essa tristeza acabar...

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Você e o Mar


É como o mar
Muda conforme a lua
Troca de cor quando bate o sol
Como o mar
Tem dias que se revolta
Nos outros é bonança
Ressaca e calmaria...
Como o mar
Enfrentas as pedras
Invade a areia
Desmancha minhas pegadas
É como o mar...
Infinito e profundo
Colorido e salgado
Como o mar...

As ondas que vem trazem bons ventos
As ondas que vão, me levam.
E quem vai desfrutar dos bons ventos que aqui vão ficar, quem vai?
O que vou encontrar no fundo do mar.
O que?
Quem sabe em breves ondinas
Que vão e vem como as marés
Revelem o que existe nas profundezas
Quem sabe uma leve brisa
Envolva meu ser em maresia...
Meu coração
Meu corpo
Mar adentro em mim
Imensidão de sentidos...


Ornella Rodrigues com participação de Crônica Mendes

os dias passam feito nuvens de chuva não consigo esquecer nossa noite teu rosto desenhado na minha retina cada gemido cada mordida ...