segunda-feira, 10 de julho de 2017

Corpo movimento
Corpo evento
Que transborda
Desassossego
Corpo que reclama
Do peso
Da vida
Corpo imenso
Intenso
Corpo sem lugar
Sem lar
Corpo ocupação
Sou uma onda
Tempestade
Maremoto
Um Tsumani

terça-feira, 4 de julho de 2017

Sonho com o caminho da sua casa
Todos os dias
Passeio pelos trilhos do VLT
Vou de boteco em boteco
Te procurando
Numa garrafa de cerveja
Só encontro mágoa
Solidão
Já foi o tempo
Que te ver chapado me dava tesão
E sua boca era meu refúgio
Meu naufrágio
Uma noite era o bastante, sempre achei
que eu só queria paixão
Mais uma foda
Pra guardar de recordação
Quando eu tiver bem velhinha
Paro alguns versos desse poema
E sinto sinto ciúme
Porque até esse verso te beija
Menos eu
Ainda sinto a flecha
Que você atirou no meu coração
Seu gosto na minha boca
Escrevo
Tinha tanta coisa pra dizer
E eu só fiz poesia
Eu só gemia
Pra dizer que te amava
Enquanto os bares fechavam
Não tem mais samba
Eu sou aquela moça que canta
Alcione e chora
Pedindo pro amor voltar

Sobre os vários nãos Não é que uma hora cansa Não, não é isso Todos os dias são cansativos E chega um dia Que o peso se torna insuportável N...